Ferrogrão deve ser solução para atoleiros

Como vem sendo noticiado na mídia, os produtos de soja e milho devem ter um grande prejuízo este ano por não estarem conseguindo escoar a safra aos portos devido as más condições da BR-163, na região de Sinop, MT. Como a região teve muitas chuvas, formou-se grandes atoleiros (a estrada não é pavimentada) e os caminhões formaram uma fila de mais de 100km. Até o exército foi chamado para atenuar a situação.

 

A solução definitiva seria a construção da Ferrogrão, ferrovia que ligaria a região produtora ao porto de Miritituba, PA.

 

A ferrovia está sendo analisada pelo Programa de Parcerias de Investimento (PPI) do Governo Federal. Quando lançado o edital, a concessionária que oferecer a maior outorga irá constuí-la e administrá-la.

 

Projeções indicam que o custo do frente deve cair de US$ 120 para US$ 80. A obra deve levar 5 anos para ser construída e deve custar em torno de R$ 12,6 bilhões.

 

Até lá, a saída é concluir o mais rápido possível o aslfaltamento da rodovia.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.