Ferrogrão deve ser solução para atoleiros

Como vem sendo noticiado na mídia, os produtos de soja e milho devem ter um grande prejuízo este ano por não estarem conseguindo escoar a safra aos portos devido as más condições da BR-163, na região de Sinop, MT. Como a região teve muitas chuvas, formou-se grandes atoleiros (a estrada não é pavimentada) e os caminhões formaram uma fila de mais de 100km. Até o exército foi chamado para atenuar a situação.

 

A solução definitiva seria a construção da Ferrogrão, ferrovia que ligaria a região produtora ao porto de Miritituba, PA.

 

A ferrovia está sendo analisada pelo Programa de Parcerias de Investimento (PPI) do Governo Federal. Quando lançado o edital, a concessionária que oferecer a maior outorga irá constuí-la e administrá-la.

 

Projeções indicam que o custo do frente deve cair de US$ 120 para US$ 80. A obra deve levar 5 anos para ser construída e deve custar em torno de R$ 12,6 bilhões.

 

Até lá, a saída é concluir o mais rápido possível o aslfaltamento da rodovia.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

20 Comentários deste post

  1. Não conseguem nem terminar as Ferrovias Norte x Sul, Leste x Oeste, Transnordestina, Ferrovia do FICO, Ferroanel Norte e Ferroanel Sul de São Paulo e já falam nesse nova Ferrovia, talves para justificar o descaso com a BR 163.Esse é o País do PAC, em PAC ado . Será que tem loby$ muito forte para que a infraestrutura do Brasil e outras áreas de tecnologias fiquem emPACados, ou tem outro motivo, urucubaca, incompetência ou outra que não sabemos?

    Felix / Responder
    • É incompetência mesmo. Infelizmente no Brasil tem muito engenheiro, assim como médico, que só quer ver a cor do dinheiro e não tá nem aí para a população.

      Anonimato / (em resposta a Felix) Responder
    • Concordo plenamente contigo.

    • Concordo plenamente contigo também, Felix. Só gostaria e muito que vc enxergasse que essas coisas acontecem e muito com o GESP também.

      Gapre / (em resposta a Felix) Responder
      • O Gestão tem as melhores Estradas do Brasil e melhorando mais, vide Támoios e Contornos, Rodoanel, Anel Viário de Campinas, Anel Viário de Pira cocada entre outra obras.

        • Sim, com o pedágio que cobram e todas concedidas a iniciativa privada, só poderiam ter um serviço diferenciado mesmo. No entanto, temos várias obras empacadas também, tipo o clássico rodoanel há décadas sem ser concluído e fora as linhas ferroviárias intercidades do Estado, que nunca são tocadas pra frente, aliás, nem são cogitadas pelo atual Governo.

          Gapre / (em resposta a Felix) Responder
          • Ferrovias intercidaes e Ferroanel Norte e Sul dependem do Governo Federal, acho que vc deveria saber disso pois acompanha a bastante tempo o Via Trolebus, pena que tem memória curta.O Rodoanel Norte está em fase final, entre no You Tube e veja, Obras do Rodoanel Norte.

            Felix / (em resposta a Gapre)
          • Felix, era de se esperar que a sua resposta ia isentar o governo do Estado. Mais do mesmo.

            Gapre / (em resposta a Gapre)
      • O Gesp tem as melhores Estradas do Brasil e melhorando mais, vide Támoios e Contornos, Rodoanel, Anel Viário de Campinas, Anel Viário de Piracicada entre outra obras.

        • Sim, como sempre, só na carrocracia. Rodoanel nem concluído está ainda. E trem, kkkk, pode esquecer, ele NUNCA fará

          Gapre / (em resposta a Felix) Responder
        • eu gostaria de observar que a maioria das rodovias de são paulo foi construida antes do psdb assumir o governo do estado

          • Com certeza, Haroldo, assim como as linhas de metrô e da CPTM também são de enquanto o PSDB cagava nas fraldas. Agora eles cagam pelo Estado todo e nada mais fizeram além de conceder todas essas rodovias pra iniciativa privada cuidar cobrando pedágios caros

            Gapre / (em resposta a haroldo)
  2. Mudaram as moscas, mas a merda e a mesma, se não for pior. Deve ser? Então não é. Vamos deixar como está. Falta visão para esses”governantes” medíocres, tanto na esfera federal, na estadual, e nos municípios nem fale. Vamos esperar 2018, e vamos continuar votando nestes que estão aí todo dia no rádio, na TV. A gente merece de verdade isso tudo aí!!

    Joel / Responder
  3. não entendo… o trecho anapolis palmas do tocantins da FNS esta concluido mas ocioso!!!! essa carga de grãos bem poderia estar indo via ferrovia para o porto de são luiz. essa ferrogrão em direção ao porto de miritiba, é dinheiro jogado fora. Bem poderiam concluir logo a ligação da transnordestina com a FNS, dando a região centro-oeste acesso a outros dois portos de grande calado (suape e pecem).
    No mais, se ainda insistirem em levar algo pra miritiba, que usem a hidrovia do araguaia/tocantins, oras!!!! gastaram todo aquele dinheiro pra construir o maior sistema de reclusagem do mundo e agora mais ainda pra derrocar o rio tocantis pra que???

    Thiago / Responder
    • Outra obra que está mais enrolada que fumo de corada e a derrocagem do Pedral do Lourenço, se não fizer a derrocagem tem epocas do ano que as balsas não passarão.

      Felix / (em resposta a Thiago) Responder
      • pois é… ta enrolada mas ja andou alguns milimetros, enquanto essa tal ferrovia ai, ainda não passou de sonho!!! mas isso não quer dizer nada, pq aqui é brasil…

        Thiago / (em resposta a Felix) Responder
  4. uma hora a ideia primitiva de investir em estradas maciçamente que esta presente no Brasil desde a época do JK esta provando ser um fiasco, pena que demorou mais de 50 anos para cair na real

    fabiano / Responder
  5. Outra obra que está mais enrolada que fumo de corada e a derrocagem do Pedral do Lourenço, se não fizer a derrocagem tem epocas do ano que as balsas não passarão.

    Felix / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*