Ciclovias e ciclofaixas são apagadas em São Paulo

A reportagem do SPTV, da Rede Globo, mostrou nesta sexta-feira, 24, que a Prefeitura de São Paulo está apagando algumas ciclovias/ciclofaixas na cidade. A gestãomunicipal afirma que as ciclovias estão em manutenção e serão repintadas e que as placas estavam pichadas e serão realocadas.

 

A ciclofaixa a Rua Doutor Fausto de Almeida Prado Penteado, no Morumbi,foi apagada e as placas indicativas de bike retiradas.

 

Na Avenida Torres de Oliveira, ao lado da Cidade Universitária, no Butantã, Zona Oeste, a ciclovia também sumiu. Mas diferentemente da situação no Morumbi, a via inteira foi recapeada. As plcas de sinzalização de bike ainda estão lá.

 

De acordo com a Prefeitura, a pintura da Rua Doutor Fausto Penteado será feita semana que vem. Sobre a ciclovia da Avenida Torres de Oliveira, a alteração é temporária por causa das obras do pólo gerador e que ela será refeita quando os trabalhos terminarem.

 

Caso tenha outro relato, nos envie com foto e publicamos aqui.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

29 Comentários deste post

  1. Menos 10 pontos pro Doria. E continua perdendo pontos comigo

    anonimato / Responder
  2. Mais 1000 pontos para o Doria, tem que apagar essas ciclivias não servem pra nada

    Jurandir / Responder
  3. Acho q essa operação “Tapa Ciclofaixas” era pra passar despercebida, porém, não contavam com a internet, então de repente passaram de “retirada” para “manutenção”

    O.Juliano / Responder
  4. Ciclotinta tem , só faltam as bicicletas, eu apagaria a maioria.

    Felix / Responder
  5. Nossa, meu Deus, o que vai ser do 100.000,00 ciclistas da cidade de São Paulo, que absurdo esse Dória malvadão!!!!

    Bruno / Responder
  6. Essa merda vai ficar pintada no chão e vai ter 3 ou 4 babacas andando nela por dia. Enquanto os ônibus ficam sem faixas exclusivas, com 100 passageiros por ônibus sofrendo. Tenha dó né.

    Jurandir / Responder
    • UM É EXCLUDENTE DO OUTRO?

      Os 512 km de faixas exclusivas de ônibus feitas pelo Haddad mandam lembranças . . .

      Renato / (em resposta a Jurandir) Responder
      • Lógico que é excludente IXPERTINHO, não dá para alargar as vias … tem que usar de maneira correta.

        1- ONIBUS
        2- CARROS
        3 – PEDESTRE
        .
        .
        .
        .
        999- CAVALOS
        1000- “BICICRETA”

        Jurandir / (em resposta a Renato) Responder
  7. A essa globo golpista,uma hora fala dá CPTM, outra hora das ciclovias,como são golpistas rsrs

    Mauri / Responder
  8. Pra mim tanto faz, como a maioria não a utiliza, considero isso como desperdício de dinheiro público. Há outras necessidades urgentes na cidade de SP.

    Amaury / Responder
  9. Queria fazer na escondida ne Sr Dória, veremos o que isso vai dar.

    Rodrigo Santos / Responder
    • Não se pode mais concertar o asfalto por quê há as ciclotintas? Passou da hora de todas as avenidas de São Paulo onde passam coletivos terem o asfalto raspado e recolocado, tem mais remendo que colcha de retalhos, os ônibus balançam mais que cahorro e cima de caminhão de mudança.

      Felix / (em resposta a Rodrigo Santos) Responder
      • Felix, vc está interpretando a notícia apenas ao favor da sua opinião.

        Primeiro, na Rua Dr. Fausto de Almeida, o asfalto foi colocado APENAS na ciclofaixa.

        Segundo, os ciclistas que por lá passam disseram que o asfalto e a pintura anterior estavam bons, precisando no máximo de um conserto pontual.

        Terceiro, se realmente iriam fazer a “manutenção” pra q gastar com recapagaem de pintura novamebte se não havia reclamações num momento q a prefeitura está cortando gastos?

        A outra avenida próxima à USP entrou em alerta pq assim que a rua foi novamente asfaltada, também asfaltaram por cima da ciclofaixa. Mas onde realmente a retirada estava mais característica foi a rua no Morumbi.

        O.Juliano / (em resposta a Felix) Responder
      • Felix,

        porque = junto tem sentido “conclusivo”
        porquê = vc usa quando se referir a motivo ex.:( gostaria de saber o porquê)
        por que = separado é para perguntas
        por quê= só deus sabe o porquê

        conserto com s é = o ato de arrumar algo
        concerto com c é um ato musical.

        Jurandir / (em resposta a Felix) Responder
  10. Parabens, faixa lixo, não servem pra nada, tem que acabar com todas.

    Pedro / Responder
    • Não serve para nada, bem vemos durante a semana as marginais lotadas de carros lotados de espaços vazios e que só servem para entupir ainda mais vias de SP, além de prejudicar cada vez mais a qualidade do ar, bem depois destes pontos colocados, se bicicleta não serve para nada imagina o carro !!!

      Rafael / (em resposta a Pedro) Responder
    • Só digo uma coisa: mais de 300 mil ciclistas na cidade. O único lixo aqui é o seu comentário que é carregado de preconceito contra uma minoria (mas do tamanho da população de uma cidade média) que necessita condições de circular com o mínimo de segurança.

      Alex / (em resposta a Pedro) Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*