Ministério das Cidades nega uso de verba do Metrô em BRT de Curitiba

O Governo Federal negou pedido da prefeitura de Curitiba em usar recursos do Metrô para obras viárias, incluindo vias para ônibus e BRTs.

De acordo com o Ministério das Cidades, a seleção do projeto do transporte sobre trilhos foi cancelada em 29 de dezembro de 2016, e o recurso de R$ 1,8 bilhão não poder ser direcionado a outro objeto, que não seja a construção do transporte sobre trilhos, este descartado pela prefeitura.

Agora se o prefeito Rafael Greca quiser ajuda federal, deverá iniciar a solicitação do zero. “O direcionamento do dinheiro da seleção do metrô para outros projetos não é possível, pois o objeto selecionado não pode ser alterado”, informou a assessoria de imprensa do ministério. “Novos recursos para mobilidade urbana dependem de abertura de novo processo seletivo, quando a prefeitura deverá apresentar os respectivos projetos”, diz o órgão.

Porém, outros três projetos já devem ser contemplados com outros recursos federais, na qual a solicitação se deu na gestão passada. São eles: Linha Direta Inter 2 (R$ 79 milhões); Extensão do BRT no Eixo Norte-Sul, Leste-Oeste e Terminais. (R$ 149,5 milhões) e complementação da Linha Verde Norte e Sul (R$ 179,3 milhões).


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, profissional de Marketing Digital, técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.