Brasil tem queda de 18% de voos de empresas estrangeiras

De acordo com reportagem do portal UOL, de 2015 para 2016, o Brasil teve uma redução de 18% de voos internacionais regulares feitos por companhias estrangeiras. Segundo dados da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), empresas de fora do país atualmente realizam 632 voos por semana. Há um ano, eram 769 voos.

Neste ano, a Singapore Airlines e a Korean Airlines deixaram de operar aqui. A Ethihad já informou que deixará o país em março. Somente a Edelweiss Air, da Suíça, começou a operar em terras brasileiras, ligando Zurique ao Rio de Janeiro.

Hoje, o Brasil possui em operação 40 companhias aéreas estrangeiras. Três a menos que em 2015. O numero de países atendidos com voos diretos, isto é, sem escalas, continua estável: 61.

Muitas empresas, que permanecem no país, diminuíram a quantidade de voos regulares.

A American Airlines e a portuguesa TAP deixaram de operar em Viracopos, em Campinas. No caso da TAP, a Azul agora assumiu o voo Campinas – Lisboa.

A Lufthansa cancelou sua rota Munique – São Paulo.

A espanhola Ibéria diminuiu de 6 para 5 os voos semanais entre Rio de Janeiro e Madrid. O mesmo aconteceu com a British Airways na rota Rio – Londres.

Todas alegam a crise econômica que o país passa para adequar suas rotas a demanda.

As empresas nacionais também diruíram a quantidade de voos mas agora opera com aviões mais cheios. As quatro principais companhias brasileiras transportaram 6,38% a mais de passageiros em voos internacionais, comparando outubro deste ano com o do ano passado.


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

2 Comentários deste post

  1. Culpado: PT e suas ratazanas.

    Josh / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*