TCE suspende licitação de VLT de Petrolina

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, João Campos, determinou à prefeitura de Petrolina a suspensão da licitação de implantação de um projeto de Veículo Leve Sobre Trilhos.

Segundo a auditoria, supostas irregularidades poderiam “resultar em grave lesão ao erário, em face do grande impacto financeiro nas contas do município e na vida do cidadão, os quais se estenderiam por vários anos, bem como em riscos gerados pela ineficácia mediante o não atendimento ao interesse público”.

Segundo o órgão, a prefeitura não teria detalhamento o orçamento estimativo, “comprometendo a análise financeira da obra e dos serviços licitados”.

De acordo com o projeto, o VLT terá 4,8 Km e ligará o centro da cidade a partir da antiga estação ferroviária até a rotatória do bairro Pedra Linda, área oeste de Petrolina.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, Técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

3 Comentários deste post

  1. Ta Certo. 5 KM de VLT um baita Ferrorama. Se não for parte de uma rede futura, sim, Desnecessário…

    Jefferson Daniel / Responder
  2. Não e só em SP…

    Rodigo Santos / Responder
  3. Claro que só dá para falar com propriedade conhecendo a trama da cidade, mas olhando de longe, há o grande risco de ser um projeto “pra eleitor ver” na mesmíssima linha do finado VLT de Campinas. Essa coisa de usar leito de ferrovia desativada (que está “dando sopa”, sem uso) para projetos demagógicos.
    Além disso, como o colega disse acima, com tão pouca extensão, um investimento dessa magnitude só se justificaria se o VLT, em leito exclusivo, atravessasse uma zona ultra adensada, de ruas congestionadas, com os trilhos ligando terminais de integração com outros modais nas duas pontas. Seria o caso de Petrolina?

    Arnaldo F / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*