Metra apresenta 10 novos trólebus articulados

A Metra, operadora do corredor São Mateus-Jabaquara e Diadema-Brooklin, apresentou nesta quarta-feira, 5 de Outubro, dez novos trólebus articulados, conforme noticiou o Diário do Transporte, do jornalista Adamo Bazani.

São do modelo Caio Millennium BRT, sobre chassi Mercedes-Benz e sistema elétrico da Eletra. Possuem 18 metros com capacidade para 120 passageiros.

De acordo ainda com a publicação, os veículos possuem ar condicionado, wi-fi que permite acesso gratuito à internet, tomadas USB, tomadas para recarga de celulares e notebook.

Foto: Divulgação Governo do Estado de São Paulo

Foto: Divulgação Governo do Estado de São Paulo

 


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, Técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

13 Comentários deste post

  1. Tais modelos de ônibus elétricos articulados demandam uma boa infraestrutura do sistema de energia, o que, infelizmente, não é o caso do Corredor ABD. Quedas de energia são constantes e o sistema demonstra não suportar tais veículos. Antes de colocá-los em circulação, a Metra deveria, na medida do possível, melhorar a rede aérea, ou simplesmente, priorizar os veículos a diesel.

    igor henrique / Responder
  2. Pera aí. Priorizar veiculos diesel no corredor??? Esta de brincadeira!!!! Do jeito que o clima está louco, ja passou da hora priorizar o transporte eletrico. Chega de poluição, chega de CO 2 !!! Mais veiculos eletricos sim!!! Basta de Diesel no ar. Paises de primeiro mundo como a França está criando leis para banir o diesel dos modais de transporte e o Brasil tem que ser a lixeira do mundo aceitando tudo??? Vamos mudar a mentalidade. Eletromobilidade pelo nossos filhos pelo nosso futuro!!!!

    Jose Roberto / Responder
    • Natureba, se vc ler o comentário do amigo acima sem a revolta vc verá que ele falou tem sentido.

      Do que diabos adianta ter um veiculo elétrico sem uma rede decente de energia, ele disse bem claramente ou se conserta a rede ou prioriza os ônibus a combustíveis fosseis.

      Andrew / (em resposta a Jose Roberto) Responder
  3. Acredito que em São Paulo poderia colocar ônibus elétricos nos bairros distantes até 4 km das estações do Metro, Monotrilho ou CPTM , funcionando como circulares.

    Felix / Responder
    • isso não da certo, pq sp não é uma cidade “reta”. eu moro a 4 km da estação de metro, mas esse percurso é um sobe e desce, é tipo um morro, é impossível implementar um trolebus.

      la muerte / (em resposta a Felix) Responder
      • nada a ver isso amigo, os trolebus são ate melhores que os onibus a diesel em subidas, moro de frente pra uma ladeira, e os trolebus, mesmo lotados, sobem rapidamente, enquanto os UDA(por exemplo), lotados tambem, sobem bem mais devagar.

        jildinei / (em resposta a la muerte) Responder
  4. Bem, utiliza o corredor abd no trecho “mais novo” eletrificado, entre piraporinha e jabaquara, foram pouquissimas as vezes que acabou a energia, so lembro de 1 vez, em varios anos, o problema mesmo são os trolebus que quebram no meio do caminho, nao sei dizer a causa, mas, ja cansei de ver um ou outro quebrado no meio do caminho, enquanto os outros trolebus funcionam.

    jildinei / Responder
  5. Bacana.

    Rodrigo Santos / Responder
  6. La muerte de ri de ciertos comentários.

    Felix / Responder
  7. E Que Os Próximos Sejam Trólebus Super Articulados e Trólebus Biarticulados em Várias Partes do Brasil Que Estão Carentes de Trólebus

    Michell / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*