Crivella, se eleito, quer reduzir radares de fiscalização

O candidato a prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), se eleito pretende reduzir o número de radares na capital “já no primeiro ano de governo”.

O ex-senador e ministro da pesca, e sobrinho do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, afirma em seu programa de governo que deve manter apenas os equipamentos que, “comprovadamente, justifiquem sua necessidade para reduzir o número de acidentes”. Crivella não especifica, no entanto, a forma como deverá autuar motoristas infratores.

Em seu programa de governo, o Evangélico diz ainda que deve garantir que todos “os recursos obtidos com as multas sejam destinados exclusivamente à conservação das nossas vias e a programas educativos para motoristas e alunos da rede pública municipal”.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, Técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

3 Comentários deste post

  1. O que ele alega para reduzir a quantidade de radares aumentar a impunidade, favorecer aos maus motoristas, que atitude mais demagoga.

    Pedro / Responder
  2. Que lixo, indo totalmente na contra mão do plano nacional de mobilidade urbana aprovado em 2012.

    Promessa puramente eleitoreira, apenas para agradar a uma minoria carrocrata em detrimento a segurança de pedestres e ciclistas no viario.

    Espero que os cariocas não elegam esse ser ai.

    Renato / Responder
  3. Piada.

    Rodrigo Santos / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*