Com rota de 3 mil KM, trem liga a China e o Afeganistão

O primeiro trem vindo da China chegou em Hairatan, no Afeganistão esta semana, após uma viagem de 3.000 quilômetros e quatro dias. O comboio possui ao todo 45 vagões, e transportam 84 contêineres, e na chegada teve até Cerimônia de apresentação com autoridades.

“A inauguração de um serviço de trem de carga que liga China ao Afeganistão marca o renascimento da antiga estrada de seda”, afirmou Azarakhsh Hafizi, Chefe de Relações Internacionais da Câmara de Comércio e Indústrias do país no Oriente Médio.

A ação tem como objetivo melhorar a conectividade de transporte asiático, com partidas duas vezes por mês na rota que passa por Alataw, Cazaquistão e Uzbequistão.

Apesar da longa viagem, o meio de transporte ainda se mostra mais vantajoso que o marítimo, este último modo que demora de dois a três meses para completar o trajeto, além de diminuir a dependência de portos no país vizinho, o Paquistão.

As composições devem transportar equipamentos mecânicos de fabricação chinesa, produtos de TI e roupas para o Afeganistão. Já no caminho a China, o transporte será de mármore, açafrão, frutos secos e tapetes.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, Técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

7 Comentários deste post

  1. Incrível, é realmente como na antiga rota da seda.

    Wagner / Responder
  2. Olha só o que é possível com uma bitola unificada.

    Pedro Lucas / Responder
  3. China – Afeganistão, praticamente a Linha 7

    rafael oliveira / Responder
  4. Noticia muito legal mas que faz pensar. Conseguiram finalizar e fazer funcionar uma linha de 3.000 km que liga a China a um dos lugares mais calmos e tranquilos do mundo o Afeganistao . E aqui em Sao Paulo nao conseguem entregar por inteiro nem metro, trem ou monotrilho. Nada. Linhas de poucos KM que se arrastam por anos ou decadas , fica a criterio do cliente. Pra mim um absurdo sem tamanho, mas as pessoas continuam sobre efeito de algum feitiço poderoso e acham ainda tudo lindo e maravilhoso e seguem com sua Sindrome de Estocolmo felizes da vida.

    Rogerio / Responder
    • Falta ao Brasil prioridade ao investimentos com leis adequadas e capital que a China tem de sobra.

      Leo Cadio / (em resposta a Rogerio) Responder
  5. Enquanto isso…

    Caetano / Responder
  6. as obras se arrastam no brasil porque isso faz parte do esquema de corrupção

    joao / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*