Audiência pública discute Trens Regionais de SP

Foto: Rafael Narchi

Prometido na gestão passada do Governo Alckmin, o projeto de trem regionais do estado de São Paulo terá um nova audiência pública entre autoridades para discutir viabilidade de implantação. A assembleia vai acontecer na Câmara Federal no dia 5 de julho.

Devem participar da reunião, Maurício Quintella Lessa, ministro dos Transportes; Clodoaldo Pelissioni, secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo; Eduardo de Castro, diretor-presidente da Empresa de Planejamento e Logística S.A – EPL; Jorge Luiz Macedo Bastos, diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT; e José Manoel Ferreira Gonçalves – presidente da Frente Nacional pela Volta das Ferrovias – Ferrofrente.

A ideia do governo é construir uma malha de 431 quilômetros de trilhos, com 24 estações, e interligar as regiões metropolitanas de Campinas, Vale do Paraíba, São Paulo e Santos.

A malha consiste em inicialmente em dois eixos, sendo um deles partindo de Sorocaba até Pindamonhangaba, e o outro trajeto entre Americana até Santos. As duas ferrovias se encontrariam em uma estação em São Paulo. O custo previsto para a interligação está estimado em R$ 20 bilhões sendo R$ 4 bilhões de recursos públicos.

Com as informações de Portal Ferroviário


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, Técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

15 Comentários deste post

  1. Infelizmente só acredito vendo. Já ouvimos isso antes.

    Nivaldo Fernandes / Responder
  2. É, querer não é poder nessas horas. 431 km de trilhas com que dinheiro cara-palida? mal conseguem tocar uma obra de monotrilho e um BRT, quiça uma malha de 431km….

    Faça o favor, essa é a mentira e ilude trouxa que sempre vem e volta em ano de eleições…

    Renato / Responder
  3. Será que estarei vivo até a conclusão? O governo não consegue entregar se quer a linha amarela que é um trecho menor, imagina uma malha de 431km? E gente, a iniciativa privada não é a melhor das soluções, pois em muitos casos são elas que encarecem a obras (e governo tbm, diga- se de passagem), ou seja como anda as coisas não vamos a lugar algum.

    Carlos / Responder
  4. O país está quebrado. Se a iniciativa privada não assumir tal montante de investimento, o Estado é quem não o fará!!

    Vilmar / Responder
  5. Isso e um sonho mesmo, se PPP resolvesse, a linha 6 não estaria essa piada que esta.

    Rodrigo Santos / Responder
  6. Alguém sabe me explicar por que essa audiência pública acontecerá em Brasília e não em São Paulo, onde os cidadãos mais interessados em tais investimentos moram? Parece até piada pronta: democracia sem povo, literalmente.

    Rafael Drummond / Responder
  7. Só acredito, vendo…

    Matheus Reis / Responder
  8. Geraldo José Merenda Pedagiada das Obras Atrasadas Reorganização Escolar do Volume Morto Alckmin Filho requentando mais um mimimi que ele e a tucanalha dissimulada prometeram há uns 10 anos atrás.

    SP Brasil / Responder
  9. É melhor o governo ligar as linhas do trem regional: 1 de Santa Fé do Sul até a Basílica de Aparecida & 2 de Barretos até o Porto de Santos

    Michell / Responder
  10. O projeto é o Trem Regional ter suas partidas nos trechos: amarelo até Campinas, azul até Santos, branco até o ABC, Preto até o Alto Tietê, verde até Sorocaba e vermelho até São José dos Campos terem suas partidas na Estação da Luz, no Centro Paulistano

    Michell / Responder
  11. E aí, foi feita essa audiência? O que foi decidido? Vai ter ou não?

    Guilherme / Responder
  12. Alckimim…………Elegeu…fudeu……

    Anderson / Responder
  13. Desse Jeito Que o Projeto Ainda Está no Papel, a População Vai Ter Que Protestar Para o Governo Iniciar Agora as Obras do Trem Regional de São Paulo/SP Até Campinas e Sorocaba, Ambas no Interior Paulista, Santos, na Baixada Santista e São José dos Campos, no Vale do Paraíba e Também o Próximo Trecho de Campinas Até Franca Passando Por Americana, Limeira, Araras e Ribeirão Preto Pelo Trecho 1 e o Trecho 2 Até São José do Rio Preto Passando Por Indaiatuba, Santa Bárbara d’Oeste, Piracicaba, Rio Claro, São Carlos, Araraquara, Matão, Taquaritinga e Catanduva, de Sorocaba Até Presidente Prudente Pelo Trecho 1 Passando Por Itapetininga, Avaré, Ourinhos e Assis e o Trecho 2 Até Araçatuba Passando Por Bauru e Marília, Expresso Litorâneo de Santos Até Peruíbe, no Litoral Sul e São Sebastião, no Litoral Norte e Também o Expresso Montanhês de São José dos Campos Até Registro, no Vale do Ribeira e Basílica de Aparecida, de Volta ao Vale do Paraíba.

    MICHELL / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*