O Muni Metro de São Francisco

No sexto e último capítulo da Série “São Francisco/San Diego” vamos falar sobre o chamado “Muni Metro”, na cidade de São Francisco. Nas postagens anteriores, o blogueiro Caio Lobo trouxe relatos de sua experiência com os sistemas de transporte das duas localidades. Neste texto, completamos a análise deste panorama em parte da Califórnia com dados divulgados pelas estatais.

Integração entre o Muni Metro e o sistema BART | Foto: Caio Lobo

Integração entre o Muni Metro e o sistema BART | Foto: Caio Lobo

O sistema nada mais é que uma rede de Veículos Leve Sobre Trilhos (VLT), com a singla LRT (light rail transit), sendo uma evolução e aproveitamento da malha de bonde criado em 1990, e atualmente administrado pela “San Francisco Municipal Transportation Agency” (SFMTA), divido em sete linhas, com nove estações subterrâneas e 24 na superfície. A malha possui ao todo 115 quilômetros.

Estação Subterrânea do Muni Metro

Estação Subterrânea do Muni Metro

Diferentemente como na maioria dos sistemas de VLT, parte dos trajetos é feito em tuneis. A média diária de passageiros antedida é de 128.500 passageiros, sendo o terceiro sistema de Metrô Leve mais movimentado dos Estados Unidos. Sua frota é composta por 151 veículos.

VLT na superfície

VLT na superfície

Estudos seguem no sentido de expandir a rede, parte deles com financiamento federal, sobretudo na área central da cidade, com previsão de operação em 2019.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, Técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

8 Comentários deste post

  1. Que maravilha. Uma Cidade que pelo visto funciona muito bem o transporte publico.

    Rosiane / Responder
  2. Poxa esse trens são parecido com as 28 composições da Cobrasma do (VLT) Pré-Metrô Rio, que estão apodrecendo no centro de manutenção do Metrô, no Centro do Rio de Janeiro, trens que ainda poderiam ser aproveitado,pois,estão em boas condições e com ar-condicionado instalados.O GOVERNO DO RIO É MUITO INCOMPETENTE, VEGONHA!!!!

    MARCELOOLIVEIRA / Responder
  3. Poxa, e eu vendo os PUliticos Brasileiros comemorando implementaçoes dos Poluentes BRTs nas cidades…

    Fala serio Brasil, País do Atraso e do Descaso.

    matheus / Responder
  4. Modelo bem legal pra ser adotado em São Paulo nos corredores de ônibus ou em substituição aos mesmos. Adoraria que o projeto do BRT Norte-Sul e o Leste-Centro saísse do papel logo.

    Clécius / Responder
  5. Que vergonha em SP haviam bondes e simplesmente tiraram pra dar lugar a carros, esse país e uma lastima.

    Rodrigo Santos / Responder
  6. O que chama atenção é a largura entre trilhos, bitola.Deve ser 1,20 mts.

    Jardel Tales / Responder
  7. O que falta para o Brasil e criatividade e investir no novo, e sempre o mais do mesmo, até a nossa linha de trolebus foi atualizado com tecnologia do passado, chega a ser irritante.

    Pedro / Responder
  8. top demais deviam por esses em sp, rio de janeiro,Curitiba dentre outras cidades com brt

    fabiano / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*