Governo Federal deve viabilizar hidrovia no rio Tocantins

Foi concluída na quarta-feira (17) a licitação para obras que vão permitir o escoamento de cargas pela Hidrovia do Rio Tocantins. As obras são para derrocamento do Pedral do Lourenço, uma formação rochosa situada no rio. A empresa DTA Engenharia Limitada venceu a concorrência ao custo 7,15 por cento menor do que o inicial, representando uma economia de 40 milhões de reais. As informações foram divulgadas pela agência Reuters.

A licitação para a obra foi lançada pela presidente Dilma Rousseff em março de 2014 e de lá para cá foi necessário relançar a disputa pela segunda vez.

Tratam-se de 43 quilômetros de pedra que, no período do verão, impedem a navegabilidade do rio Tocantis. A expectativa é que o eixo hidroviário seja viável nos 12 meses do ano em um trecho de 500 quilômetros entre Marabá e a Vila do Conde, em Barcarena. É esperado que o escoamento de produção agrícola, pecuária e mineral do Pará, Tocantins, Goiás e Mato Grosso seja feita pelo porto de Vila do Conde.


Autor: Renato Lobo

Ler todos os posts

Paulistano, Técnico em Transportes, Ciclista, apaixonado pelo tema da Mobilidade, é o criador do Portal Via Trolebus.

5 Comentários deste post

  1. Essa é uma obra importantíssima para o Brasil.

    Jardel Tales / Responder
  2. demorou

    jair / Responder
  3. não vai sair nunca … esse governo tá quebrado … Dilma quebrou lojinha de 1,99 quebrou Petrobras e tá quebrando o Brasil

    Jorge / Responder
  4. sai não

    joao / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*