Vídeo mostra ligação da Marginal Pinheiros com a Rodovia Raposo Tavares

Um vídeo da CCR mostra um projeto ambicioso para a Rodovia Raposo Tavares. Uma nova ponte pode ligar a Rodovia diretamente a Marginal Pinheiros e um túnel seria construído para acabar com o cruzamento que existe com semáforo no km 10, no Butantã. Em outras partes da rodovia, novas faixas devem ser implantadas.

Porém, todo este projeto ambicioso não deve sair do papel tão cedo. O trecho da Raposo do vídeo, entre Cotia e São Paulo não é administrada pela CCR e sim, pela DER, estatal do Governo de São Paulo. Mas para os amantes de engenharia, vale a pena assistir:


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

31 Comentários deste post

  1. Mas será que e muito complicada essa construção? Bom, nunca e demais lembrar a penúria pela qual passa governo federal, estadual e municipal. E sempre a mesma ladainha. Até quando? Alguns falam que e só o PT sair de cena, e tudo caminhara bem.

    Joel / Responder
    • O que tem a ver o PT com essa proposta? Nada. O estado é governado há mais de 20 anos pelos tucanos que só desviaram dinheiro através dos pedágios mais caros do mundo e do processo chamado Trensalão. Chico Buarque tem razão o PSDB é ladrão. Então quem tem de sair é o PSDB. Projeto ruim, pois só pensa no transporte individual. O ideal é construir um sistema sobre trilhos ligando São Paulo a Cotia. Isso é propaganda enganosa, como foi da Marginal Tietê que gastaram quase 2 bilhões e o trecho já se encontra congestionado.

      Evaristo / (em resposta a Joel) Responder
      • “Chico Buarque tem razão”. É por isso que esse é o país da piada pronta, com “eleitores” que mais serviram pra capinar pasto ao invés de decidir o rumo de país. Não seja “partidário”, pois Lula foi um excelente governante e a atual não passa de uma quadrúpede irracional, e pelo visto você deve ser um semelhante. Antes QUALQUER político que essa mulher e essa quadrilha estúpida. O projeto é excelente, extraordinário e será realizado inteiramente pela iniciativa privada. O PSDB é corrupto como qualquer outro, os pedágios são caros, mas ao menos o “dinheiro desviado” nos proporciona as melhores estadas do país e diferentemente do país, SP não é motivo de chacota e escárnio.

        Gente como você apenas reflete a mentalidade de deficiência mental desse lugar. E parabéns ao site por nos prover o melhor portal de mobilidade da internet.

        Vinícius / (em resposta a Evaristo) Responder
  2. Realmente é um projeto ambicioso, mas duvido do estado que controla o DER aceitar isso. Vale lembrar que o Governo do estado quer revogoar o contrato com a Ecovias e outras seis concessões e refazer a licitação já que as empresas andaram faturando a mais do que devia.
    Seria um desafio grande a se fazer. Mesmo que se tire o PT ou PSDB. Acho difícil uma obra desta sair do papel. Devido ao impacto ambiental e de tráfego no local .

    Adriano Alexandrino Rocha / Responder
  3. A proposta esta feita. Alckmin poe seu pessoal para ver se tem jeito !!!!

    Rafysanchez / Responder
  4. Um projeto praticamente voltado ao transporte individual motorizado. Que fique só no papel mesmo.

    Alex / Responder
  5. “Como destruir o Butantã e aumentar a receita da CCR numa tacada só”

    Gustavo / Responder
  6. Vídeo anacrônico – trilha sonora e narração parecem saídas de um filme dos anos 50. Bom, visão de mundo também.

    Henrique / Responder
  7. Seria uma ótima readquação viaria na Raposo, o único porém é que infelizmente a parte mais importante desta obra que é a interligação com a marginal não sairá do papel !!!

    Rafael / Responder
  8. Nenhuma palavra sobre transporte coletivo. 1 tonelada de aço e 1 barril de petróleo para transportar 1 pessoa é irracional. Chega de carros !

    Israel Beigler / Responder
  9. Ajudaria, mas o que diminuiria trânsito, é a Linha 22 – Marrom (Cotia-Rebouças). SP precisa muita das linhas de metrô e trem que estão em estudos

    Lucas / Responder
  10. Projeto perfeito, grande benefício a todos, digno das maiores metropoles do mundo !! Tomará que saia imediatamente !!

    leandro / Responder
    • Projeto imperfeito e péssimo que só trará benefício á concessionária e mais ninguém. Digno de uma cidade ultrapassada e com mentalidade do início do século XX na contramão as metrópoles atuais. Que nunca saia do papel tamanha bobagem!

      Danilo / (em resposta a leandro) Responder
      • Com certeza vc não usa a via para falar tamanha besteira. Está perfeito. Que seja feito ontem! DEUS ABENÇOE a CCR! Precisamos muito desse projeto por uma sp melhor! Abs

        Fabio / (em resposta a Danilo) Responder
      • Com certeza vc não usa a via para falar tamanha besteira. Está perfeito. Que seja feito ontem! DEUS ABENÇOE a CCR! Precisamos muito desse projeto por uma sp melhor! Abs

        Fabio / (em resposta a Danilo) Responder
  11. mais uma obra com patrocínio das industrias automobilisticas

    MARIO / Responder
  12. Mas tem de ser feito obras para ônibus, metrô e trem.
    Não adianta fazer mais uma rodovia ou viaduto, pois aí incentivará a ter mais carros na rua.
    O transporte tem de ser democrático a todos.
    Enquanto só beneficiar um tipo de transporte vai continuar como está.

    Ederson Casemiro da Silva / Responder
  13. O Rodoanel serve para que?
    Achei que justamente ele serviria para aliviar o trânsito das marginais e das rodovias que chegam à São Paulo e evitar o cruzamento desnecessário de tráfego pela cidade.
    Adiantou alguma coisa?
    Não, a rodovia está cada vez mais congestionada porque justamente deixou de ter caráter d rodovia e passou a ser um avenida urbana.
    O que está em questão é uma visão de desenvolvimento ultrapassada e ineficiente,pois,quanto mais se abre vias para o tráfego de automóveis,maior é o congestionamento e os problemas, vide caso da nova Marginal e toda a história rodoviarista de São Paulo. Concordo como Ederson e principalmente com o Alex, que esse projeto só fique no papel.
    Outro detalhe é que desconsideraram totalmente o tráfego de ônibus que servem aos bairros no eixo da Raposo e nos municípios vizinhos, o que é um absurdo e algo impraticável.
    Como diz o Henrique, é um vídeo anacrônico que parece feito na década de 50 porque é justamente essa mentalidade que se coloca agora. Concordo com o Gustavo que isso destruiria o Butantã servindo só ao lucro da CCR e com o Mario quando diz que tem patrocinio da indústria automobilística.

    Danilo / Responder
  14. Exemplo de via que nasceu como rodovia e passou a ser uma avenida complexa e insuficiente (igual a Castelo Branco, Anchieta e Dutra). Desafio urbanístico causado pela ineficiência do poder público e a permissão de um crescimento sem controle e planejamento ao longo de décadas. O projeto proposto é interessante, principalmente se bancado 100% pela CCR. No entanto, não está detalhado como o transporte público se organizaria em torno dessa remodelação.

    Jailson / Responder
  15. Não há nenhuma indicação de como o transporte público será equacionado nesta obra. Serão 5 faixas em alguns trechos e nenhuma delas será exclusiva para ônibus? Com tamanho investimento não será realizado o corredor de ônibus proposto para a Raposo? Ou até mesmo um monotrilho? Na cabeça da CCR a linha 22 do metrô (Cotia-Rebouças) é algo a ser combatido, pois vira concorrente do sistema maravilhoso (e criador de congestionamentos) que eles oferecem ao transporte individual. Realmente esse é um projeto de cabeça pequena e do passado. Não podemos aceitar que isso prospere. Quem apoia isso precisa rever seus conceitos ou a consciência.

    Rafael / Responder
  16. Ao invés de valorizarmos o transporte coletivo, vemos um projeto que beneficia apenas o transporte individual?

    Além disso, com o aprofundamento da crise brasileira pela quadrilha federal, vão tirar dinheiro de onde?

    Ed / Responder
  17. Eu pensava que o Via Trólebus não compactuava de uma visão priorizando o automóvel… :p

    Mas falando sério, até entendo este texto aqui, que é trago justamente para se discutir sua viabilidade ou não.

    Em primeiro lugar, a se lembrar que a prioridade nos próximos tempos é a redução de veículos particulares nas ruas, e não sua priorização. A ideia trazida pela CCR é para instigar a aprovação da concessão do trecho Cotia-SP da Raposo, hoje na mão do DER.

    A Raposo já está alargada o suficiente para começar. Não existe mais espaço para ampliações, apesar de a única ideia que acho viável é a eliminação do semáforo superior.

    O erro aqui é devido ao conceito dos condôminos nas regiões de Barueri, Jandira, Carapicuíba e Cotia, estes que desembocam na Raposo Tavares. Um modelo comum nos Estados Unidos, onde lá já é normal a ideia de subúrbios distantes de centros comerciais, ligados por rodovias. Mas este modelo também se mostra ultrapassado.

    Não entendo porque a CCR não manda uma proposta de transporte público de alta capacidade que atenda a região. Não creio que é difícil de fazer (Bem, na verdade sei que é).

    Outro ponto é mudar o modelo de ocupação. O alto tráfego de veículos na Raposo se dá devido justamente ao uso como “avenida”. Não há outras formas de ligação eficientes entre as regiões de condomínios se não apenas pela Raposo Tavares, sendo que há ainda a falta de conexões eficientes entre os dois lados da rodovia.

    Deveria se incentivar a criação de centros comerciais, econômicos e até logísticos ou industriais próximos aos condomínios, como Granja Viana e região da Estrada Fernando Nobre. Ou mudar o eixo de comunicação viária, melhorando as vias que ligam entre os condomínios e outras cidades lindeiras, como Barueri e Carapicuíba, ligando com a Castelo Branco e a região de Alphaville, Osasco e outros. Ou até criar vias paralelas à Raposo Tavares. Há espaço para isso ao que noto. O ruim, como sempre, é o custo deste trabalho todo.

    Mais ainda: priorizar a criação de linhas de transporte coletivo que comunicam estas regiões de condomínios com centros empresariais, tentando converter motoristas em passageiros de ônibus. Não é tão difícil, se bem que com o aumento recente da passagem de ônibus, isso seja já um desincentivo. Mas seria interessante.

    Anônimato / Responder
  18. seria mais util uma linha de metro ai

    fabiano / Responder
  19. 1.8 bilhao nem é muita grana com este dinheiro o pt não reforma nem o maracanã

    joao / Responder
  20. andar de busão no brasil é e ainda sera coisa de pobre por muito tempo quem melhora um pouquinho de vida compra um carro.
    Melhorando as estradas melhora a vida de todo mundo até de quem anda de bicicleta ou busão

    joao / Responder
  21. Complementando a questão do Alex, acho que faltou mesmo a implantação da faixa exclusiva para o transporte publico e fretamento de manhã no sentido SP e a tarde no sentido Cotia.

    De resto, excelente projeto.

    Rodrigo / Responder
  22. Esse vídeo já é antigo… o governo, por medida medrosa, é contra conceder o trecho em questão, pois a concessionaria colocaria pedágios. Com os pedágios, já se sabe que popularidade vai lá embaixo, muito embora seja necessária a concessão do trecho, tendo em vista que ele se encontra bem aquém do que deveria ser. Além disso, a rodovia precisa SIM de um acesso direto à Marginal Pinheiros. É a única rodovia, das dez principais que chegam à capital, que não possui uma ligação direta e serve como um gargalo maldito por conta dos semáforos. Devido ineficiência da rodovia, ela não permite que seja de fato feito um sistema assim como a Anchieta-Imigrantes; Ayrton Senna-Dutra; Anhanguera-Bandeirantes. Se fosse de fato colocado em prática, formaria-se mais um sistema, Castelo-Raposo.
    Por mais que muitos aqui sejam contra, não adianta negar que a obra é necessária para evitar tamanhas perdas de $$ com atrasos de entrega. Países de primeiro mundo não possuem apenas metrô e trens eficientes, mas rodovias também!
    O que deve ser feito com esse projeto é levá-lo adiante mas com algumas ressalvas:
    -controlar os acessos dos bairros – sim, tem que controlar, a Raposo é uma rodovia não uma avenida. O controle de acessos teria de ser limitado a um acesso a cada 5km, dessa forma, o trecho que possui aproximadamente 20 km teria 4 entradas e 4 saídas, o que está de ótimo tamanho, do jeito que está agora é um verdadeiro caos.
    -ao invés de fazer cinco faixas por sentido, deixar duas pistas expressas com duas faixas cada, e vias marginais locais também com duas faixas cada, assim segregava quem seguiria pela rodovia rumo a Sorocaba por exemplo sem ter de ficar compartilhando vias com os que ficam na região de Cotia.
    -pedágio de sistema ponto a ponto para a concessão, não tem jeito, ali tem que concessionar e eles vão pedagiar, porém, com tarifa teto de 0,15$ por km, ou seja, quem roda todos os 20km pagará um total de 3,00$ que está abaixo do valor da tarifa do metrô. Dá exatamente o mesmo valor de um ônibus, ou até mais barato…

    A Raposo Tavares é uma rodovia muito importante pois é a rota mais rápida para o MS e para o extremo oeste do Paraná. Se ela passar a funcionar de forma eficaz como funcionam as demais rodovias, os ganhos em receita seriam melhores para todos. Não existe esse negócio de projeto carrocrata ou individual, a rodovia é coletiva, ninguem usa ela sozinho, são vários usuários fazendo uso dela. Isso não exclui a necessidade de investir no transporte coletivo, onde na verdade, a linha 22 deveria seguir o traçado da própria Raposo Tavares.

    André de Lima / Responder
  23. Bem pessoal

    So para lembrar so vai sair se for pela iniciativa privada pode ser qual for o partido PSDB ou PT vale apena lembrar vai ficar tudo a mesma merda.

    Oque tem que mudar e o modelo de distribuição de receita, e justo o que o Rio de janeiro quer, ou seja uma participação melhor na receita do pré sal, sendo assim acho que os impostos recolhidos no estado de São Paulo devem ficar aqui e mandar apenas uma parte para a união, o difícil e bancar uma corja de vagabundos com o tal do bolsa família e deixar nos que trabalhamos e produzimos e pagamos nossas contas sustentar essa cambada, então para que possamos fazer este pais crescer vamos trabalhar, e que tal o governo tanto do PSDB como do PT fazer o mesmo, e não comprar votos com o nosso dinheiro, portanto diga NÃO ao BOLSA FAMÍLIA e sim ao emprego e ao trabalho, e se possível na proxima eleição faça um politico trabalhar e simples e só não o reeleger.

    Marco Antonio Pereira Zorzi / Responder
  24. Deveria primeiro pensar em fazer um metro da faria lima ate Cotia! Construir mais 1 faixa é algo muito complicado, vai demolir as fabricas e prédios que já se instaram ao pé da rodovia? Demolir as fabricas não rola, ja falta emprego em SP. Se mesmo com o metro ainda ficar congestionado, que é provável, pois cada vez mais a cidade se expande para além de cotia, mais fácil criar uma nova avenida passando por cima do rodoanel e ligando pelo menos a granja viana ate a heitor eiras garcia, alargando e mudando o trajeto desta avenida para traz do Shopping Raposo, desapropriando as inúmeras favelas que aqui já existem. Este empresa CCR esta tentando nos vender um produto, e assim nos cobrar mais pedágios.

    Diego / Responder
  25. Fora que esses montes de favelas poderiam ser leiloados os terrenos para ser construido zonas industriais, com a grana dos leilões você faz moradias e mais alguma coisa. Se não desviar a verba claro, o que é difícil. Essas zonas industriais seriam livres de IPTU por 20 anos. O que já acontece na pratica, pois nessas áreas no momento pouquíssimas pessoas pagam IPTU. Ou seja, você pode matar 3 coelhos com uma paulada só, pode se construir novas avenidas, pode gerar mais emprego e pode gerar melhores moradias. Bom é só querer que da para fazer algo sem gastar muito e ainda ter lucros, é só pensar um pouco e deixar de pensar em como colocar aditivos para ficar com grana.

    Diego / Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*