Caso saia do papel, transporte hidroviário aceitará bilhete único

marginal_pinheiros_foto_wanderley_celestino1O prefeito Fernando Haddad sancionou lei que prevê transporte hidroviário na cidade de São Paulo. Caso este projeto saia do papel, os barcos deverão aceitar o Bilhete Único e integrar-se com ônibus, metrô e trem.
O transporte de passageiros poderá ser feito por meio de veículo anfíbio, aerobarco e barco elétrico, entre outros.

A legislação abre caminho para que o sistema hidroviário de transporte possa ser implantado por meio de PPP, sem custo algum aos cofres municipais.

O autor da lei, o vereador Ricardo Nunes, diz que as represas Billings e Guarapiranga podem se beneficiar do novo projeto.

“Elas funcionam como vias paralelas à estrada do M’Boi Mirim [no caso, a Guarapiranga] e à avenida Belmira Marim [Billings]”, afirmou.

Ele conta que fez trajetos de barco em cerca de dez minutos -percursos que, normalmente, a população leva mais de uma hora para fazer


Autor: Caio Lobo

Ler todos os posts

Paulistano e Corinthiano, formado em Marketing porém dedicou sua experiência profissional, pós-graduação e MBA na área de Finanças. Temas relacionados à mobilidade urbana o fascinam, principalmente quando se fala de metrô.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*